Piscina Transbordo

Adequado a piscinas cuja localização seja num ponto alto

Este sistema de circulação, mais conhecido por piscina de bordo infinito (infinity pool), é sobretudo adequado a piscinas cuja localização seja num ponto alto permitindo a queda livre de água para uma caleira que se encontra a uma cota inferior ao nível de água da piscina, ou seja, uma caleira não visível portanto.

É particularmente agradável quando o bordo de transbordo tem como cenário uma paisagem natural, como por exemplo: uma serra, um plano de água, um rio, o mar, etc.

Tomando como exemplo uma piscina rectangular (a mais comum) o transbordo pode fazer-se numa só face, em duas ou em três. Embora se possa fazer o transbordo em todo o perímetro, quase sempre um dos lados da piscina, invariavelmente a zona de entrada, está ligeiramente mais alto que o ponto de transbordo de modo a permitir a entrada e a saída da piscina por parte dos seus utilizadores.

A caleira, que recebe a água em queda da piscina, pode servir para encaminhar a água a um tanque de compensação ou ser dimensionada para funcionar como tal. Essa decisão depende de vários factores, tais como: área disponível; cota a que está a caleira/tanque de compensação (se a diferença de cota entre o ponto de transbordo e a caleira é pouca é preferível usar apenas a caleira, caso contrário, caso a caleira seja dimensionada para funcionar como tanque este vai ficar visível); se a área envolvente tem muita folhagem ou se se suja facilmente (neste caso é preferível guardar a água num local protegido e ter apenas a caleira).

Tal como nas piscinas de caleira finlandesa, o tanque de compensação é indispensável ao correcto funcionamento do sistema de recirculação de água: recebe a água do transbordo e evita que a água deslocada pela entrada dos banhistas na piscina se perca nos esgotos. Além disso deve comportar as reservas necessárias para a imediata reposição da água perdida nas lavagens dos filtros. O tanque de compensação deve pois ser equipado com as sondas de nível e os dispositivos que permitam o seu funcionamento automatizado.

Qual é o rácio entre a volumetria da piscina e a volumetria do tanque de compensação?

O tanque de compensação deverá ter a capacidade de 10% do volume da piscina, ou seja, a título de exemplo, se a piscina tiver 100m3 (100.000l) o tanque de compensação deverá ter a capacidade de 10m3 (10.000l).

O tanque de compensação deve ser visitável para possibilitar operações de limpeza regulares e o controlo do funcionamento dos seus dispositivos.

 

 

Inspire-se aqui

Conheça algumas das piscinas de transbordo que já construímos para clientes.

Ver portefólio
Facebook
Facebook
YOUTUBE